Sérgio Chapelin se recusa a dar entrevista a Bial e causa "climão" na Globo - Novelando
  • Sérgio Chapelin se recusa a dar entrevista a Bial e causa “climão” na Globo

    Sérgio Chapelin



    Sérgio Chapelin colocou um fim em sua carreira de 47 anos na TV Globo de forma incompleta, após tantos anos de serviço no jornalismo da Globo.

    Apesar de a despedida do famoso apresentador ter sido no Globo Repórter, na última sexta-feira (27;9), Chapelin desejava ter feito uma última aparição no Jornal Nacional, onde se consagrou como apresentador por 18 anos. Além disso, uma suposta desavença com William Bonner também foi apontada para a chateação do profissional, de 78 anos

    De acordo com o site Notícias da TV, o Chapelin recusou uma homenagem que receberia da Globo, no Conversa Com Bial ao lado de Cid Moreira e o próprio William Bonner, que foi o responsável por substituir o novo aposentado da casa, a partir de 1996 no principal telejornal.

    A cúpula da Rede Globo garantiu que a negativa ao especial seria pelo fato de Chapelin não gostar de dar entrevistas, que se falasse com Pedro Bial teria que falar com Fátima Bernardes, Ana Maria Braga, e não era isso o que planejava com a sua saída

    Quem conhece Sérgio Chapelin, entretanto, tem um outra história: não foi bem assim e que sua negativa em participar da atração das madrugadas foi causada por uma inimizade com William Bonner. No passado, Bonner fazia imitações nos bastidores do bastidores em tom de brincadeira com o veterano, que encarava a atitude como um tremendo desrespeito.

    Sérgio Chapelin e Cid Moreira
    Sérgio Chapelin e Cid Moreira

    Além disso, o Chapelin não teria gostado nada da decisão da Globo de tirá-lo do comando do Jornal Nacional ao lado de Cid Moreira, já que a empresa queria colocar âncoras que não só lessem as notícias, mas que também participassem da apuração dos fatos na redação, algo que o jornalista de 78 anos tinha competência para fazer.

    Sérgio Chapelin tinha a grande vontade de dar o último “boa noite” ao lado do colega, que comandou o JN por 18 anos consecutivos. A decisão de William Bonner de colocar jornalistas de todos os estados no rodízio de comemoração aos 50 anos do telejornal no mês de setembro teria sido incômoda para o veterano, que esperava um convite do editor-chefe do programa.

    arrow