Morre atriz Márcia Real, de "Bebê a Bordo" e "Quatro por Quatro", aos 88 anos - Novelando
  • Morre atriz Márcia Real, de “Bebê a Bordo” e “Quatro por Quatro”, aos 88 anos

    Morre a atriz Márcia Real



    Foto: Acervo TV Globo

    A atriz Márcia Real faleceu em São Paulo, nesta sexta-feira (15), aos 88 anos. A causa da morte não foi divulgada. Ela foi uma das pioneiras na telinha, quando interpretou vários personagens na “TV de Vanguarda”, programa semanal que marcou os primórdios da televisão brasileira, em 1952. Em 1964, estreou nas telenovelas, e de lá pra cá viveu vários tipos nas tramas. Eunice Alves, seu nome de batismo, também foi dubladora.

    Márcia Real e Dina Sfat em 'Bebê a Bordo', de 1988 — Foto: Acervo TV Globo
    Márcia Real e Dina Sfat em ‘Bebê a Bordo’, de 1988 / Foto: Acervo TV Globo

    Nos anos 60 e 70, a atriz participou de várias produções da TV Excelsior e TV Tupi, como Redenção (1966), maior novela da história da teledramaturgia, e Aritana, trama de Ivani Ribeiro, de 1978. Em 1988, Márcia estreou na TV Globo, interpretando a dominadora Walquíria, em “Bebê a Bordo”. A atriz contracenou com colegas veteranos de profissão, como Ary Fontoura e Dina Sfat.

    Em “Mico Preto”, Márcia vivia a milionária Áurea Menezes Garcia, proprietária e presidente do grupo Menezes Garcia. Na trama, sua personagem causou espanto ao anunciar seu noivado com Astor (Marcos Frota), um rapaz muito mais novo do que ela.

    Márcia Real e Marcos Frota em 'Mico Preto', de 1990 — Foto: Acervo TV Globo
    Márcia Real e Marcos Frota em ‘Mico Preto’, de 1990 / Foto: Acervo TV Globo

    Em “De corpo e Alma” foi Salva, mãe da arquiteta Beatriz Lopes Jordão, vivida por Maria Zilda Bethlem.

    Em sua última participação em novelas da TV Globo, Márcia Leal viveu Isadora em “Quatro por Quatro”. Matriarca da família Franco, a personagem era uma médica aposentada, ainda capaz de atuar quando necessário.

    Morre Maria Isabel de Lizandra
    A televisão brasileira perdeu outra de suas pioneiras nesta semana. A atriz Maria Isabel de Lizandra morreu na quinta-feira (14), aos 72 anos, em São Paulo. A atriz apresentava um quadro de pneumonia.

    Na TV, ela atuou em novelas e minisséries desde “Se o Mar Contasse” (1964), na TV Tupi, passando por outras emissoras, até seu último trabalho, a minissérie “Labirinto” (1998), na Globo.

    Maria Isabel de Lizandra na novela Champagne
    Maria Isabel de Lizandra na novela Champagne , de 1983

    A atriz estreou na Globo na minissérie “Moinhos de Vento” (1983) como Amparo. No mesmo ano, a atriz viveu a personagem Verônica na novela “Champagne”. Na novela, Maria Isabel de Lizandra atuou com Marieta Severo.

    Em 1985, Maria Isabel fez a minissérie Tenda dos Milagres.

    Myriam Pires, Nicette Bruno e Maria Isabel de Lizandra em 'Tenda Dos Milagres / Foto: Acervo TV Globo
    Myriam Pires, Nicette Bruno e Maria Isabel de Lizandra em ‘Tenda Dos Milagres / Foto: Acervo TV Globo

    Em “Caso Verdade”, Maria Isabel de Lizandra atuou em alguns episódios, entre eles “Devolvam Meu Filho” (1982) e “Seguro, Morreu de Velho” (1986).

    Em 1988, a atriz voltou a atuar na Globo em uma participação na novela “Vale Tudo”. No ano seguinte, ela foi Benta em Tieta e depois Dona Clara em Pacto de Sangue. Na década de 1990, Maria Isabel encerrou a carreira na TV em Labirinto (1998) como Hermínia.

    arrow