Charlie Sheen é acusado novamente de assédio sexual

O ator Corey Feldman acusou Charlie Sheen de ter estuprado o também ator Corey Haim, morto em 2010, durante as filmagens de “A Inocência do Primeiro Amor” (1986). A acusação foi feita no documentário “(My) Truth: The Rape of Two Coreys”, no qual Feldman citou em detalhes como aconteceu o abuso.

+BBB20: ‘Nunca vou deixar de tomar voto seu’, diz Felipe para Marcela
+BBB20: ‘Na hora que você precisa ninguém te defende’, diz Victor Hugo para Gabi
+Bom dia Brasil: Ilze Scamparini segura o choro ao vivo ao falar do drama do coronavírus na Itália, veja o vídeo

“Ele [Haim] me disse: ‘Charlie me inclinou entre dois trailers e colocou óleo de soja na minha bunda e me estuprou em plena luz do dia. Qualquer um poderia ter passado, qualquer um poderia ter visto'”, afirmou o ator Feldman.

Em 2017, Sheen já havia sido acusado por outro ator, Dominick Brascia, de ter estuprado Corey Haim. Acusação que foi negada categoricamente pelo astro de “Two and a Half Man”.

Outras pessoas que deram depoimento no documentário também afirmaram que Haim disse diretamente que havia sido abusado por Sheen quando criança ou que eles ouviram notícias anos depois.